Filmes da Oficina de Audiovisual do NUPEPA - ICNOVA/LAPS são selecionados e premiados em festivais

A temporada de festivais de 2020 contou com filmes produzidos no contexto da 7a. Oficina de Audiovisual do NUPEPA/ImaRgens - ICNOVA/LAPS. As oficinas de audiovisual do NUPEPA/ImaRgens são atividades executadas por alunos e pesquisadores ligados às universidades Nova de Lisboa (NOVA) e de São Paulo (USP).


O objetivo das oficinas é promover a cultura e a literacia digital entre alunos, pesquisadores e interessados em geral nas temáticas das humanidades, e também servem de base para pesquisa/investigação na área de Comunicação e Ciências Sociais. As oficinas são gratuitas, feitas por voluntários das duas instituições e de egressos de outras edições de oficinas do NUPEPA/ImaRgens. A Sétima Edição da Oficina de Audiovisual do NUPEPA/ImaRgens que teve o apoio da Profa. Dra. Carla Baptista do ICNOVA/NOVA e do Prof. Dr. Álvaro Comin do LAPS/USP, concluída em julho de 2020 (no contexto da pandemia de Covid-19), contou com 72 participantes que concluíram todo o processo de feitura de projeto de audiovisual que resultou em 14 filmes de diferentes gêneros e linguagens.


"Esta edição feita em formato inteiramente virtual teve como um de seus principais desafios a necessidade de que participantes tivessem que se planejar, se organizar, se comunicar e fazer todo o projeto virtualmente em poucos dias de atividade prática em grupos compostos por membros de diferentes partes do Brasil e Portugal. Nesta edição mais compacta, os participantes tiveram contato com um conteúdo de pouco mais de 30 horas sobre as diferentes funções do audiovisual, fizeram pouco mais de 30 horas de exercícios de fixação para então conceber, planejar, captar imagens, produzir, editar e publicar seus filmes" explica Allan Ferreira aluno do curso de doutoramento do ICNOVA que coordena as oficinas de audiovisual do NUPEPA/ImaRgens - ICNOVA/LAPS e que faz investigação baseada nas atividades das oficinas, que detalha: "o fato de filmes resultantes das oficinas do NUPEPA serem selecionados e premiados são uma demonstração de que a criatividade e a vontade dos participantes em fazer filmes supera as limitações e adversidades que encontram ao longo das atividades de prática e laboratório. Se com tão poucas horas de contato com conceitos e técnicas de produção audiovisual conseguem fazer filmes tão interessantes - premiados ou não - imaginemos do que seriam capazes caso dispusessem de mais condições, tempo e recursos para materializar suas ideias". Os filmes da última edição da oficina do NUPEPA tiveram ainda como desafio a limitação do contato presencial, de modo que os participantes tiveram que se reunir, produzir e editar seus materiais de modo virtual - o que, por outro lado, permitiu que parcerias e co-produções ocorressem em âmbito internacional e inter-regional.


Um dos materiais produzidos na Sétima Oficina do NUPEPA é o filme HETEROTOPIAS: entre olhos e olhares que concorreu e venceu a mostra competitiva internacional 3 Márgenes Festival Latinoamericano de Cine, edición 2020 que é promovida, dentre outras instituições, pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) e que ocorre na região da tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. HETEROTOPIAS venceu o prêmio internacional de melhor filme e recebeu destaque: "pela exploração e resignificação de material de arquivo que permite vincular o extermínio da diversidade sexual iniciada na conquista da América com a transfobia LGBT [...]. Vale como um retrato da problemática que arrasa o território".


O NUPEPA/ImaRgens, além das oficinas de audiovisual, promove anualmente um festival que é aberto não só para participantes das oficinas, mas por todos os que consideram seus materiais audiovisuais relevantes para o debate nas humanidades. O filme MULHERES: a pandemia que só elas vivem recebeu o prêmio do público na categoria de melhor filme documentário na terceira edição do Festival e Mostra de Audiovisual do NUPEPA/ImaRgens ICNOVA/LAPS que ocorre no contexto do Seminário Discente do Programa de Pós Graduação em Sociologia da Universidade de São Paulo. O filme MULHERES também foi selecionado para a mostra da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS) e para a mostra Fazendo e Desfazendo Gênero na Escola de Comunicação e Artes (ECA). O filme foi exibido e debatido em mesas que trataram da condição e das dificuldades enfrentadas pelas mulheres, mães e trabalhadoras, durante a pandemia de Covid-19.


O filme RECADO, que foi finalizado durante a Sétima Oficina de Audiovisual do NUPEPA, também foi premiado no Festival e Mostra de Audiovisual do NUPEPA/ImaRgens ICNOVA/LAPS. O prêmio NUPEPA/ImaRgens é concedido ao filme produzido por participantes das oficinas que tiveram melhor avaliação aferida pelos membros do júri especial que em 2020 contou com a participação d(a/o)s professor(a/e)s Carolina Caffé (IC), Fraya Frehse (USP), Luciana Hartmann (UnB), Luís Mendonça (NOVA) e Mihai Leaha (USP). O filme que é um registro etnográfico ensaístico sobre a produção serrana de queijos da região sul do Brasil foi também selecionado para a mostra e exposição Poéticas do Habitar Serrano promovida pela Secretaria da Cultura da Cidade Gaúcha de Caixias do Sul (Brasil).


Outro filme resultante da Sétima Oficina do NUPEPA selecionado para mostras internacionais foi o documentário Um Ouvido no Fone e o Outro na Cidade. O filme feito por participantes brasileiros e portugueses retrata a rotina de entregadores/estafetas que vivem na cidade irlandesa de Dublin e fez parte da I Mostra Latino-Americana de Filme Etnográfico promovida pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil).


Para Ana Carolina Trevisan, membro da coordenação do NUPEPA/ImaRgens - ICNOVA/LAPS e também aluna de doutoramento no ICNOVA, "as premiações são uma forma de reconhecimento do trabalho em equipe feito por todos os envolvidos neste projeto que inclui professores, investigadores/pesquisadores, membros do NUPEPA que participaram de outras edições das oficinas e que hoje contribuem para a execução deste projeto, e em especial dos alunos/participantes".


Para a professora do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo Dra. Fraya Frehse, um dos diferenciais do projeto das oficinas do NUPEPA é o de viabilizar com que estudantes e interessados de modo geral que queiram fazer filmes possam concretizar seus projetos de audiovisual de modo gratuito, e complementa que outro diferencial do projeto está em pensar, em ver e problematizar, com o olhar sociológico ou antropológico - que as pessoas por vezes nem sabem que têm - questões de grande relevância para a sociedade.


As oficinas do NUPEPA são inteiramente gratuítas e normalmente são oferecidas duas vezes ao ano. As aulas são ministradas por voluntários/investigadores vinculados ou não a instituições acadêmicas e demandam como contrapartida dos participantes o comprometimento com as atividades individuais e de grupo das oficinas que incluem: o preenchimento de formulários de pesquisa cujas informações servem de material de investigação acadêmica sobre o tema e controle da qualidade das aulas e práticas, a participação em atividades de grupo, a realização de exercícios teóricos e práticos, bem como a produção coletiva de um filme ao final do curso que é publicado no canal do YouTube do NUPEPA e de seus parceiros institucionais ICNOVA e LAPS.



Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 - ImaRgens USP - Desenvolvido por LAPS/CTR